Lendo:
Fix it quer democratizar sua imobilização articular

Image

Fix it quer democratizar sua imobilização articular

outubro 8, 2020

Entenda o posicionamento da HealthTech que quer substituir as talas de gesso por imobilização articular em impressão 3D

A Fix it traz a inovação no setor da imobilização ortopédica e quer viabilizar suas talas para substituir o gesso. Com a constante evolução tecnológica, o ser humano também vive em constante mudança. Antigamente precisávamos esperar o filme chegar até uma locadora para alugá-lo e assistir em casa, hoje temos esse conteúdo há um clique de distância. O mesmo vêm acontecendo com a área da saúde, ainda que com as barreiras do conservadorismo, aos poucos mais e mais startups trazem novos conceitos que facilitam no dia a dia.

Podemos classificar a Fix it como uma tecnologia disruptiva, uma inovação agressiva na área da saúde. Trazer o uso da impressão 3d para o setor de ortopedia é quebrar paradigmas. As talas gessadas foram inventadas há 700 anos atrás, e desde então usamos esse recurso arcaico. As últimas 2 décadas foram de extrema importância para os avanços tecnológicos e podemos dizer que evoluímos mais em 20 anos do que em todos os outros anos da existência humana e nesse constante processo de disrupção, quem o acompanha não perde espaço no mercado. Como é o caso dos profissionais da saúde que apostam nas inovações tecnológicas.

A Fix it desenvolve soluções em impressão 3d com um polímero biodegradável. Nascida na cidade de Natal, no Rio Grande do Norte, a Fix it têm 5 anos de mercado e hoje conta com a parceria de um dos maiores players da saúde na américa do latina, o Hospital Israelita Albert Einstein.

“Somos mais de 200 milhões de brasileiros e temos um pouco mais de 1 milhão de profissionais da saúde. Ou seja, um grupo muito pequeno que especialistas para atender a população. Essa é uma das causas pensadas pela Fix it ao criar as soluções de imobilização, a facilidade de atendimento. Tais soluções são validadas por médicos e pacientes – que são os mais beneficiados com o toda essa inovação”, diz Felipe Neves, fisioterapeuta e CEO da Fix it. O conceito de imobilização da startup é desenvolver talas leves, arejadas, que podem molhar, não causam mau cheiro nem alergias.

Todos os setores do mercado foram afetados pela tecnologia. O setor de transporte, onde podemos citar a UBER e a 99Taxi – que facilitam no deslocamento. O setor de entretenimento, onde podemos citar a NETFLIX e o PRIME VIDEO – que facilitam o consumo de conteúdo de séries e filmes. E o setor bancário, onde podemos citar o NUBANK por exemplo – que veio para facilitar as transações financeiras sem cobranças absurdas.

Por outro lado o setor da saúde também está mudando. A tecnologia é um facilitador nos serviços médicos, como exemplo, podemos citar a ascensão da telemedicina em um momento pandêmico de isolamento social. A Fix it também está nessa área, desenvolvendo imobilização articular em impressão 3D. Se o mundo está em constante evolução, por que não deixar de usar talas gessadas, que são pesadas, acumulam sujeira, coçam e ferem a pele, por uma solução que elimina todos esses problemas? Além disso, o gesso é altamente tóxico. Seu descarte é extremante caro e polui rios, solos, ar e o lençóis freáticos.

O profissional da saúde, ortopedista; fisioterapeuta e terapeuta ocupacional não são confeccionadores de órteses! Com a Fix it essa tarefa é toda feita por uma máquina, sem perda de material e sem mão de obra. Um processo simples, prático e muito mais barato. Entretanto sabemos que a realidade brasileira ainda é muito difícil, que há cidades onde os hospitais não têm verbas o suficiente para atender com qualidade toda a população regional. No setor da ortopedia, os termoplásticos, por exemplo, não chegam, limitando a imobilização articular apenas ao gesso branco comum.

A ideia da Fix it é democratizar o conceito de imobilização com conforto e liberdade. Afinal, o processo de manufatura é de adição – onde não há perda de material, tornando o produto final muito mais barato do que o concorrente e beneficiando a vida diária de muitos pacientes e profissionais.

imobilização
Fix it substitui a tala de gesso por uma imobilização arejada

A Fix it hoje é o maior player da américa latina em soluções de imobilização articular em impressão 3D e muito em breve, o maior não só nas américas como no mundo todo. Hoje são 43 unidades espalhadas pelo Brasil e pelo mundo, onde podem contar com parceiros e profissionais da saúde que visam o melhor para os seus pacientes, além de estarem abertos às novas tecnologias.

A impressão 3D já têm oferecido a inovação dentro de várias áreas da saúde, não só para imobilização, mas também para órgãos, próteses, tecnologia assistiva, planejamento cirúrgico, entre outras. O mundo está em constante evolução e a tecnologia vem se aprimorando a cada dia para abranger todos os setores do mercado. Por isso te convidamos a fazer parte dessa revolução. Junte-se a Fix it e ajude a democratizar essa inovação! Seja um Fixiter Clicando AQUI

Felipe Neves, fisioterapeuta e CEO Fix it. Nasceu em Recife, estudou na UFRN. Hoje coordena todo o time Fix it tanto na parte operacional quanto aos assuntos que envolvem sua especialização na área da saúde.

Assista ao nosso novo vídeo no canal #desengesse. Não esqueça de deixar o seu like e aproveite para compartilhar essa ideia com todos que você conhece.



0 Comments

Deixe uma resposta

Relacionados

abril 3, 2019

Quantos tipos de órteses existem?

Arrow-up